THE IMPACT OF LUXURY IN OUR DAYS

O IMPACTO DO LUXO EM NOSSOS DIAS

Depois do forte impacto da pandemia, os índices de recuperação são totalmente positivos e crescentes. E um dos principais indicadores dessa recuperação é justamente o setor de luxo.

Se olharmos para trás vamos perceber que entre 2008 e 2009 o seu valor baixou, mas, em apenas dois anos, recuperou o seu crescimento, segundo um relatório evacuado pelo Statista. Isso nada mais faz do que afirmar aquelas palavras que Coco Chanel disse categoricamente "o luxo é uma necessidade que começa quando a necessidade termina".

Os anos foram passando e as empresas demonstraram sua capacidade de emergir mais fortes e com alto grau de reinvenção. Por exemplo, o valor das ações da LVMH, o maior conglomerado de luxo francês do mundo, e da Kering, de propriedade de François Pinault, tem subido continuamente. É como afirma Eduardo Irastorza, professor do MBA Executivo da OBS Business School, “Quando as coisas estão piores, o luxo é mais poderoso”.

Como será o mundo do luxo no futuro próximo?

A capacidade de reação desse setor é muito grande. Apesar de em 2008 ter havido uma grande recessão, e de estarmos a enfrentar a pandemia, as empresas têm resistido e ainda saem fortes, para surpresa de uns e alegria de outros.

A afirmação de Eduardo Irastorza de que “quando as coisas estão piores, o luxo é mais poderoso” é verdadeira porque os indicadores mostram claramente que, apesar da crise económica e das suas consequências, o luxo é um setor que dificilmente sofre num momento em que a economia afetado.

Isso ocorre porque o luxo atua como um porto seguro ou porto seguro em tempos de agitação econômica. Esses valores são proteção segura porque mantêm seu valor e até o aumentam.
Voltar para o blog